Perguntas frequentes

Atualmente temos diversos exemplos de políticas estaduais e municipais de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) que estão em vigor dentro das assembléias legislativas e câmaras municipais. Caso na sua região ainda não tenha uma política local, nossos exemplos no âmbito legislativo podem te auxiliar a criar uma Frente Parlamentar em defesa das PICS junto de membros da RedePics da sua região. Listamos abaixo alguns exemplos de políticas criadas em vigor que podem ser consultadas, dialogadas e adequadas junto a realidade do seu território, buscando as gerências de práticas integrativas ou setor de saúde dentro das secretarias de saúde que mais se aproximem da demanda das práticas integrativas na sua região, ressaltando a importância do uso do manual de implantação e glossário com as terminologias.

 

Âmbito Legislativo

Manual para implantação das frentes parlamentares em defesa das PICS nos estados

Modelo de Projeto de Lei das PICS para ser adaptado a realidade de cada região

 

Exemplos de legislações Estaduais/Distrital

Política Estadual de Práticas Integrativas e Complementares do Rio Grande do Norte

Política Estadual de Práticas Integrativas e Complementares de Minas Gerais

Política Estadual de Práticas Integrativas e Complementares da Bahia

Política Distrital de Práticas Integrativas em Saúde

 

Exemplos de legislações Municipais

Política Municipal de Recife - PE

Normas Municipal de Florianópolis - SC

Programa Municipal de Nobres - MT

Política Municipal de Poconé - MT

 

Âmbito Executivo

Manual de implantação dos serviços de PICS pelo Gestor

Glossário temático com o significado das diversas terminologias das PICS

 

O CONAPICS é 100% gratuito para sua participação online na hora de exibição das palestras. Basta realizar a sua inscrição, para participar e assistir todo o conteúdo do evento, sem qualquer tipo de cobrança. As palestras ficarão disponíveis para acesso até o início da programação do dia seguinte.
Tem sim, para isso, é necessário adquirir o certificado pelo preço de emissão disponível no site, SOBRE OS PREÇOS. Lembrando que o Certificado é opcional e você pode participar do evento gratuitamente sem adquiri-lo.
Sim, você poderá utilizar o nosso Certificado de Participação para comprovar as horas complementares, pois o certificado é completo, possui: seu nome completo, nome do evento, CNPJ, realização, carga horária, data, programação (no verso) e assinatura.
Sim, as palestras acontecem no horário marcado, mas ficam disponíveis para acesso gratuito até o início do outro dia do congresso. Sendo assim, você terá mais tempo para ver e rever todo o conteúdo e não perder nada! O CONAPICS está disponibilizando também um Acesso PREMIUM, onde as palestras e outros conteúdos ficarão disponíveis por 6 meses, assim você poderá ver e rever quantas vezes quiser neste período!
O congresso funciona no formato 100% ONLINE, isto é, você poderá assistir de qualquer lugar, basta um computador, tablet ou smartphone com acesso a internet. No dia do congresso nós enviaremos o link da sala de transmissão das palestras para o email utilizado no cadastro, para que você possa participar!
Sim, os resumos aprovados tem direito a Certificado de publicação, porém é necessário adquiri-lo na aba de produtos, isso também garante que o seu trabalho receberá o código ISBN.
A emissão do Certificado e conteúdos do Acesso Premium estarão disponíveis um dia após o evento, na nossa plataforma exclusiva para membros, todos os detalhes serão enviados por e-mail, sendo que o acesso é ficará disponível por 6 meses da data que finaliza o evento.

 

Não, o mesmo certificado válido para o CONAPICS contempla também ao CONOB. Os dois eventos acontecem em paralelo e são parte de um evento único.

Sim. Criamos o grupo “I CONAPICS 2020” via telegram para diálogo, troca de ideias, contatos e comentários sobre cada apresentação além da ferramenta de comentários disponível no momento da palestra. Solicitamos que cada um respeite a temática proposta pelo grupo evitando mensagens de “bom dia”, propagandas e notícias que não tenham relação com a construção do crescimento em PICS.

 

Participe do nosso coletivo no telegram: https://t.me/joinchat/QGEt6FTF27C6HGt3DvQEgA

Realizar o cadastro na RedePics Brasil e apresentar participação ativa colaborando na construção do conhecimento, de documentos em rede, no diálogo entre as diversas instituições, no entendimento da importância e contribuição que cada instituição representa para a sociedade.

 

Realize seu cadastro respondendo algumas perguntas em nosso questionário disponível no site: https://redepicsbrasil.com.br/

Caso você queira ter acesso a plataforma de pesquisa específica na temática, recomendamos os conteúdos que estão sendo construídos na Biblioteca Virtual de Saúde de Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas.

 

Caso você já seja um pesquisador na área das PICS e deseje se aproximar dos nossos colaboradores, segue mais informações abaixo:

Consórcio Acadêmico Brasileiro de Saúde Integrativa - CABSIn

Observatório Nacional de Saberes e Práticas Tradicionais, Integrativas e Complementares em Saúde -ObservaPICS

 

Sim. No Ministério da Saúde temos desde 3 de maio de 2006 a aprovação da Portaria Ministerial N°971 que cria a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PNPIC) no Sistema Único de Saúde. No âmbito legislativo, temos o Projeto de Lei N° 2821/2019 tramitando no Congresso Nacional que dialoga com todo o trabalho que já vem sendo realizado no executivo. Além do cenário nacional, temos políticas e secretarias estaduais e municipais implantadas e implementadas que fortalecem e nutrem todo o trabalho nacional realizado em rede.

 

Sim, basta clicar em cima da logo do apoiador e/ou parceiro desejado e seu navegador será automaticamente encaminhado para o site da instituição de interesse.

Sim, todos os inscritos receberam o convite para submeter trabalhos até o dia 31 de março de 2020, conforme as normas descritas no site. Os melhores trabalhos foram convidados a apresentar seus trabalhos de maneira online no evento e terão garantidos seus certificados de participação individual de apresentação. Os demais autores poderão adquirir seu certificado de participação e receberão, adicionalmente, seu certificado de publicação.

O campo das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) contempla os sistemas médicos complexos e os recursos terapêuticos, também chamado de medicina tradicional e complementar/alternativa (MT/MCA) pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Tais sistemas e recursos envolvem abordagens que buscam estimular os mecanismos naturais de prevenção de agravos e recuperação da saúde por meio de tecnologias eficazes e seguras, com ênfase na escuta acolhedora, no desenvolvimento do vínculo terapêutico e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade.  Com a publicação da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), a Homeopatia, as Plantas Medicinais e Fitoterápicas, a Medicina Tradicional Chinesa/Acupuntura, a Medicina Antroposófica/Antroposofia aplicada à Saúde e o Termalismo Social/Crenoterapia foram institucionalizados no Sistema Único de Saúde (SUS) em 2006. Mais tarde, em 2017, a política foi ampliada contemplando também a inclusão da: Arteterapia, Ayurveda, Biodança, Dança Circular, Meditação, Musicoterapia, Naturopatia, Osteopatia, Quiropraxia, Reflexoterapia, Reiki, Shantala, Terapia Comunitária Integrativa e Yoga. Sua última ampliação aconteceu em 2018, incluindo: Aromaterapia, Apiterapia, Bioenergética, Constelação familiar, Cromoterapia, Geoterapia, Hipnoterapia, Imposição de mãos, Ozonioterapia e Terapia de florais.

 

Mais informações em: https://www.saude.gov.br/acoes-e-programas/politica-nacional-de-praticas-integrativas-e-complementares-pnpic